29 de dezembro de 2018

2018 está terminando… Feliz Ano Novo!!! (Um Papo Qualquer #32)

[Sobre o episódio]

Disseram que não sairia… mas saiu!!!

As festas de fim de ano são uma tradição em vários países.

Bem é verdade que alguns países tem o seu próprio calendário... na China, por exemplo, o ano novo só dará as caras no dia equivalente à 09 de fevereiro de 2019, em nosso calendário. Segundo o calendário judaico – que aliás, não me atreverei a pronunciar o nome aqui porque achei difícil pacas – o ano novo só virá em 30 de setembro de 2019. E segundo ainda um outro calendário, o persa, o ano novo só virá em 20 de março.

O fato é que – pelo menos no calendário oficial brasileiro estamos chegando ao final do ano... e com isto é a hora de olhar pra trás, comemorar o que aconteceu de bom, aprender com o que aconteceu de ruim e seguir em frente, pois o ano novo está chegando e 2019 promete ser bem legal aqui na vida do UBQ...

Para este último episódio do ano, convido você a participar de nossa retrospectiva e também de nossas perspectivas.

Venha, a mesa já está pronta... esperando por você...

[ Agradecimentos ] (Espero não ter esquecido ninguém!!!)

  • Entrevistados: Júnior Ferreira, Michel Vieira, Jean Bros, Paulo Gustavo Pereira, Thiago Uberreich, Maurício Virgulino Silva, Julian Catino, Vinícius Candreva, Rodrigo Bamondes
  • Parceiros: Shi, Felipe Canela, Sebastian Bondziul, Fabio Carvalho (Fabioca), Ricardo Bunnyman,
  • Redação UBQ: Luiz Filipe Pereira, Júnior Ferreira, PH Vizza, Michel Vieira, Thiago Lepre
  • Podcasts: 80Watts, Auto Radio, RecreCast, DoubleCast, Papo Canela, Apenas 1 Cast, Diário da Revolução, Por Outro Lado Podcast, PlayCast, ConfianTI Podcast, Los Chicos, Fla Cast, Rádio Pião Podcast, Blind Cast, Papo de Calçada Podcast, Boleiragem, Tem Que Ter Cast, Cast Invisível, Livre Podcast, CTRLClickBR Podcast
  • Outros amigos: Mariella Cinquetti, Carlos Aros, Ouvindo Podcast, Podiola, Mister Play, Grupo Gabiroba, Grupo PodMedia, Dra. Simone Matias
  • Você… ouvinte deste podcast
  • Minha esposa Ana Paula

[Ficha Técnica]

[Nome do episódio] “2018 está terminando… Feliz Ano Novo!!!”
[Publicação Original] 30/12/2018 - [Duração] [38'25"]
[Formato] MPEG-1/2 Audio Layer 3 (mp3@160kbps)
[Músicas] - “Funky Suspense” by BenSound; “Ocean” by Ehrling; “Prelude” by The Fat Rat; “Forward” by Declan DP; “Fresh” by Ikson; “Night Out” by LiQWID; “Road Trip” by Ehrling; “Chatting” by Free Stock Music

7 de novembro de 2018

Um papo com Mauricio Virgulino Silva (Um Papo Qualquer #31)

[ Sobre o episódio ]

Fotografia significa escrever a luz. A origem da palavra remonta o grego antigo, com a expressão phosgrafein que em tradução livre significa “marcar a luz”.

Na verdade, temos na própria palavra a descrição de como é feito o processo de criar uma imagem a partir da exposição de um assunto em frente à uma câmara escura com um pequeno orifício que deixa passar luz. E esta luz ao incidir sobre uma área sensível a luz (aquilo que inicialmente convencionou-se chamar de filme fotográfico) registra a imagem exposta.

Existe um ditado popular que diz que uma imagem vale mais do que mil palavras. E com a fotografia podemos nos comunicar de vários modos... pela expressão artística, pela apresentação do fato nú e cru, como faz o fotojornalismo, pela interpretação da percepção do fotógrafo que registra um assunto qualquer, mas conta uma história que pode ser infinita.

Fotografar também é se comunicar. E a comunicação pode ter diversas finalidades. Aliás, a comunicação faz uso ostensivo da fotografia, dos filmes (que nada mais são do que fotografias em sequência), dos sons...

Assim posso concluir que a fotografia então está intimamente ligada à comunicação... e nada melhor do que conversar com alguém ligado à fotografia e a comunicação, ou melhor... a educomunicação, para entendermos como tudo isso funciona...

E tudo isso, teremos à nossa disposição em nosso convidado de hoje. O fotógrafo e mestre em educomunicação Maurício Virgulino Silva...

[ Links citados neste episódio ]

[ Ficha Técnica ]

[Nome do episódio] Um Papo com Maurício Virgulino Silva
[Publicação Original] 07/11/2018 - [Duração] [01:48'45"]
[Formato] MPEG-1/2 Audio Layer 3 (mp3@128kbps)
[Músicas] - “Funky Suspense” by BenSound; “Ocean”, “Palm Tree”, “Road Trip”, “S.A.X.”, “Typhoon” by Ehrling; “Prelude” by The Fat Rat; “Piano Store” by Jimmy Fontanez; “Lobby Time” by Kevin MacLeod; “Sunday Stroll” by Huma-Huma; “The Messenger”, “Carmel Shades”, “Succotash” by Silent Partner; “Book Bag E’s” by James Jams; “Chatting” by Free Stock Music

22 de outubro de 2018

Dia do Podcast… E como anda essa Podosfera? (Um Papo Qualquer #30)

[Sobre o episódio]

Diversidade... em uma definição simples, significa “Pluralidade”, uma reunião daquilo que contém vários e diferentes aspectos, características ou tipos.

Quando eu observo a podosfera – aquele universo repleto de podcasts, com seus ouvintes e também com seus produtores, vejo ali a perfeita definição de diversidade. E acho que é justamente aí que reside a genialidade deste formato encantador. Vários podcasts podem falar sobre um mesmo tema... e em todos eles você terá pequenas variações, pequenas diferenças, seja de opinião, ou apresentação ou mesmo conteúdo. E isto garante a tão desejada diversidade.

Escolhi falar sobre a diversidade porque vivemos um momento conturbado em nossa sociedade. Às vésperas das escolhas dos novos políticos que ocuparão cargos importantes como presidente e governador, tudo que vemos são discursos acalorados para um lado ou para o outro... e em muitos casos, com intenso e absoluto desprezo pela opinião do outro.

E independentemente do viés político que prevalecerá, fico com a sensação ruim de que – não importa quem ganhe – o lado vencedor dificilmente respeitará a opinião do lado vencido.

E isso é ruim para a tão desejada diversidade...

Enfim, acho que este pessoal radical deveria aprender com os podcasts... existem muitos deles... que muitas vezes falam sobre os mesmos assuntos. Imagine se cada um deles achasse que só ele tem razão, que só ele detém a verdade?

Acho que não haveria podosfera...

E por falar em podosfera, nós que pertencemos a ela devemos cuidar para que ela sempre seja assim. Diversificada, com opiniões sobre tudo e todos. Sempre respeitando as diferenças em qualquer segmento... religião, esporte, política, etnia, sexualidade, e assim por diante.

E a propósito, a podosfera brasileira está em festa... 21/10 é considerado o dia do Podcast... então, vamos celebrar a diversidade da podosfera... Que tal?

[ Podcasts citados neste episódio ]

1986, 80 Watts, Alta Fidelidade, AutoRadio Podcast, Braincast, Café Brasil, Caixa de Histórias, Doublecast, Guten Morgen (Senso Incomum), Mamilos, Nerdcast, Papo Canela, Podcast Chá com Rapadura, Rebobinando, Recrecast, Rede Geek Podcast (Ultrageek), Radiofobia Podcast Network (Incluindo aí o Alô Ténica), Scicast, Snap Judgement, Soul Music, Tecnocast, The Sporkful.

Os podcasts que não constam aqui, eu não localizei o feed para informar… Faltou algum? Por favor, me avise para que eu possa incluir aqui.

[Ficha Técnica]

[Nome do episódio] Dia do Podcast… E como anda esta Podosfera?
[Publicação Original] 22/10/2018 - [Duração] [2:38'22"]
[Formato] MPEG-1/2 Audio Layer 3 (mp3@128kbps)
[Músicas] - "Funky Suspense" by Bensound; “Ocean”, “Typhoon”, “Road Trip” by Erhling; “Prelude” by The Fat Rat; “Live-it up”, “Rocking Pop Kids”, “New Frontiers”, “Chatting” by Free Stock Music; “Carmel Shades” by Silent Partner; “Big Blues Bed” by Kevin MacLeod

14 de outubro de 2018

Há 1 ano nascia o nosso “Um Papo Qualquer” (Um Papo Qualquer #29)

[Sobre o episódio]

Comemorar... em bom português, significa “Celebrar”. Significa em amplo sentido fazer uma cerimônia festiva para enaltecer um fato, acontecimento, uma pessoa, etc...

Em 13/10/2017 estreava o nosso podcast Um Papo Qualquer. Um episódio curtinho... apenas 20 minutos, ou mais precisamente 19 minutos e quarenta e oito segundos.

Desde então, são mais de trinta episódios publicados... incluindo aí na conta os episódios especiais sobre a copa do mundo.

E hoje, um ano depois, ainda estamos aqui. E durante este tempo todo falamos sobre um pouco de tudo: tecnologia, música, ficção científica, jogos, personalidades, futebol, sociedade,  comportamento, séries de tv, cotidiano... Ufa... falei sobre tanta coisa!

É claro... algo tão especial precisa ser comemorado. Precisa ser relembrado. Junto com os entes queridos, com os amigos. Com você, que me estimulou e ajudou a chegar até aqui.

Quero então convidar você a participar deste episódio tão especial para mim. Podemos começar?

[Links]

[Ficha Técnica]

[Nome do episódio] Um Papo Qualquer… Há 1 ano no ar!
[Publicação Original] 14/10/2018 - [Duração] [55’52"]
[Formato] MPEG-1/2 Audio Layer 3 (mp3@128kbps)
[Músicas] "Funky Suspense" by Bensound (https://www.bensound.com); “Ocean”, “Road Trip”, “Sax”, “Sommar” by Ehrling (http://soundcloud.com/ehrling); “Prelude” by The Fat Rat (https://soundcloud.com/thefatrat); “Come Home” by Declan DP (https://soundcloud.com/declandp); "Chatting" by Free Stock Music.

5 de setembro de 2018

O que você quer ser quando crescer? (Um Papo Qualquer #28)

[Sobre o episódio]

O vestibular é o processo relacionado ao ingresso no ensino superior. A origem da palavra vem da expressão “vestíbulo” que nada mais é do que o espaço entre a porta de entrada e as dependências de uma casa. Então... metaforicamente, o vestibular é a sua entrada para a grande casa que é a universidade.

Eu sou da geração que prestava a tríade FUVEST, UNICAMP e UNESP... isso aqui em São Paulo... Mas em outros estados, não mudava muito... o aluno normalmente prestava os vestibulares das universidades federais e estaduais em seu estado. E naquela época, o mérito acadêmico era o principal fator que contava na aprovação do aluno.

Bons tempos…

Hoje, em tempos de ENEM e processos seletivos, o vestibular tradicional começa a dar lugar a novos meios de acesso à universidade.

Mas a importante lição que precisa ser tirada deste momento de vida é que entrar em uma universidade é um importante rito de passagem. O mundo se amplia de forma exponencial. Uma nova vida... novas pessoas... novas experiências.

E de certa forma, o vestibular não serve só para testar seus conhecimentos... serve para demonstrar que o caminho da carreira profissional que você escolher – seja ela qual for – demandará preparação e estudo.

E certamente, colocar o vestibular como porta de entrada, pode não ser o meio mais justo para avaliar um aluno... mas com certeza é uma ótima metáfora para ilustrar esse momento de mudanças intensas...

Neste episódio eu conto um pouco sobre o meu vestibular e sobre minhas ideias sobre o processo em geral.

Um episódio mais curtinho, mas na medida certa para retomarmos nossa rotina e periodicidade. Ouça, opine, compartilhe e divirta-se!

[Ficha Técnica]

[Nome do episódio] nome
[Publicação Original] 06/09/2018 - [Duração] [33'53"]
[Formato] MPEG-1/2 Audio Layer 3 (mp3@128kbps)
[Músicas] - introdução: "Funky Suspense" by Bensound; abertura: "Ocean" by Ehrling; trilha do episódio: “ by Ehrling e The Fat Rat; encerramento: "Chatting" by Free Stock Music